quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Top 10

É chegada a altura de lembrar as coisas boas que mais me impressionaram durante este ano:

- porto Niepoort garrafeira 1931
- porto Messias colheita 1977
- porto Dow's vintage 1980
- madeira Blandy's Bual 1920
- moscatel JMF Trilogia
- champagne Taittinger Blanc de Blancs 1999
- tinto Gonçalves Faria 1991 tonel 3 (Bairrada)
- tinto domaine Clape - Cornas 2007 (França - Côtes du Rhône)
- branco Louis Latour "Chenevottes" 2007 (França - Bourgogne)
- branco Rolly Gassman Gewurztraminer SGN 1989 (França - Alsace)

Metade são vinhos generosos, quase metade são franceses, e o Gonçalves Faria já não se encontra. Estes vinhos foram provados em eventos colectivos, à excepção do último que foi numa viagem de férias.

Vinhos mais acessíveis a destacar em 2010:

- branco Quinta dos Roques Encruzado 2008 - Dão
- branco Guarda Rios 2009 - Ribatejo
- branco Luis Pato Vinhas Velhas 2009 - Bairrada
- tinto Bageiras Garrafeira 2005 - Bairrada
- tinto Lav. de Feitoria - Grande Escolha 2005 - Douro
- tinto Vertente 2007 - Douro
- tinto Glória Reserva 2005 - Douro (não encontro à venda)
- moscatel JMF Alambre 20 anos
- porto Kopke fine tawny
- espumante Vértice Millésime 2005

Que em 2011 hajam muitos mais.
Frederico Santos

1 comentário:

Mário Rui disse...

Bem Fred, andas muito internacional :-), metade do que bebeste além fronteiras eu ainda nem sequer provei...ufa... :-)