terça-feira, 15 de abril de 2014

Soalheiro Reserva 2008

A Quinta de Soalheiro é provavelmente a grande referência de vinhos Alvarinhos.
Os Alvarinhos, principalmente da zona de Melgaço e Monção, são vinhos que normalmente têm boa capacidade para envelhecer, sendo o Soalheiro clássico um expoente nessa vertente, o que ajuda a torná-lo num dos meus Alvarinhos preferidos, com uma história de grande consistência na qualidade.
A principal diferença entre o clássico e este reserva é a fermentação e estágio em barrica, o que torna este reserva um vinho mais complexo e refinado.

Contudo, tinha algumas dúvidas sobre se a conhecida capacidade de envelhecimento dos Alvarinhos clássicos não se perderia com a fermentação em madeira.
Este Reserva 2008 vem provar que quando o vinho é bom e a integração do vinho com a madeira é bem feita, o envelhecimento será de bom nível.
O vinho está ótimo neste momento, talvez melhor ainda do que quando novo.
Muito fresco, frutado, a integração com a madeira no ponto certo, baunilha muito suave, alguma untuosidade, mas o mineral a dominar. Final de boca muito longo.
Excelente!
Nota: 18

Carlos Amaro

2 comentários:

Peter Sousa disse...

http://www.wivini.com/index.php/soalheiro-reserva.html
este é igual???

Carlos Amaro disse...

É o mesmo vinho, se bem que não consigo perceber o ano no site.
O vinho de que falei é o 2008.